quinta-feira, abril 28, 2011

Um até já que é um adeus

Odeio despedidas. Quando era mais nova chorava sempre que os anos lectivos acabavam porque ia deixar de ter os mesmos professores, chorava em qualquer último episódio de uma série ou novela (só porque ia acabar), chorava quando me tinha que separar de alguém durante uma semana... enfim, era sempre o fim do mundo. Ao longo dos anos, tive que aprender a controlar-me e fi-lo da forma mais simples que existe: passei a evitar tudo o que significasse dizer adeus. Na faculdade, para não chorar na última aula de espanhol por gostar tanto, mas tanto do meu professor, faltei à aula. No último dia de trabalho de restaurante disse que voltava no dia a seguir (antes de vir para Lisboa) para me despedir e não voltei. Na SIC fiz questão de não dizer a ninguém que era a última semana, ou o último dia, ou a última hora, fui-me embora e não me despedi de ninguém. Agora é a vez de dizer adeus a casa de Lisboa. Foram quatro anos a viver com a N. e só num deles é que vivemos aqui, mas... custa à mesma. Porque significa que estamos a mudar, a crescer (tanto), a tornarmo-nos adultos. Eu continuo sem fazer ideia do que o que me espera amanhã, mas mantenho a certeza daqueles que são meus e daqueles que sou eu (neles). Em setembro já não voltarei a viver com a N. (seja lá onde for), mas tenho a certeza que, apesar de tudo mudar (outra vez), tudo, também ficará igual.

18 comentários:

Mónica disse...

Também detesto despedidas :X

Frutinha disse...

as despedidas nunca sao faceis..... eu tmabem sou assim uma madalena perdida. O que torna as coisas bem mais dificeis

Manuela disse...

Jojozinha, nova etapa na tua vida, se avizinha. Eu também detesto despedidas...

Kitty * disse...

Epá sofro do mesmo mal :(

boneca de porcelana disse...

Há laços que a distância não apagam :) E, no fim de contas, isso é que interessa!

Pipoca dos Saltos Altos disse...

Também me custa sempre dizer adeus. Bjs

Bettsy Bettsy disse...

Despedidas são complicadas sim, mas ires embora sem dizer nada :(
Ainda me lembro quando uma colega no trab foi embora disse, bom fim-de-semana a toda a gente e foi... Depois ficou toda a gente a pensar nem se despediu? Não avisou?

Por muito difícil que seja, acho que sair sem avisar é mau para os outros :(

S* disse...

As pessoas não se esquecem... e a distância não impede a proximidade emocional.

Lαurα Mαrgαridα disse...

As despedidas são dos acontecimentos mais cruciais, porém devemos não dizer um adeus, mas sim um até já. tudo na vida , vai e outras voltam, mas são as experiências novas que nos fazem crescer. Não é fácil lidarmos com esse momento nostáligico, mas só acaba, se nós quisermos, lembra-te disso!

beijinho :)

Joana'Carina disse...

Bem, quem é que gosta de despedidas ? Deixar pra trás algo ou alguém de quem gostamos nunca foi fácil, e sentir a tristeza é o que nos faz humanos. Embora me custe sempre, tive q aprender a enfrentar isso, e a mostrar menos o q me vai na alma.. Compreendo'te perfeitamente (:
Beijo

Give me a Big Closet disse...

Despedidas à parte, toda a sorte para a nova fase :)

*

Framboesa (uma diva de galochas) disse...

Lembro-me muito bem qd vies-te para Lisboa...lembro mesmo :) Lembro-me d epedires receitas de sopas :-)
Cresces-te pah ..
bjs de ate ja

Filipaaaa disse...

Sigo*

Gelatina de morango disse...

Fiquei toda arrepiada a ler o teu post.
Custam mesmo, sim. E cada um arranja os seus mecanismos de defesa. Eu ultimamente estou a despedir-me mas não estou a pensar nisso, chega a ser meio estúpido mas uma pessoa tem que "lutar" como pode contra essas coisas.

Sally disse...

É tão difícil dizer adeus ao que não queremos.

Joana disse...

Joana ola!
Descobri o teu blog a semana passada ja nao sei bem como e li-o de uma ponta à outra! Adoro ler o que escreves, houve dias (muitos!) em que escreveste exactamente aquilo que eu sinto às vezes!
So queria mesmo dizer-te que é optimo ler o teu blog, parece que me dá força (estou a estagiar no estrangeiro e morro de saudades dos meus pais, amigas e namorado) e parece que Lisboa está um bocadinho mais perto..
Um beijinho *

Roupão Amarelo disse...

O dizer adeus é uma porcaria sei exactamente o que queres dizer.
Gostei muito do teu blog :)

Caucau disse...

Foste e não voltaste? Nunca mais escreveste aqui... Bjs***