quinta-feira, janeiro 20, 2011

Sobre a vida

Há pessoas que nos surpreendem por terem atitudes opostas daquelas que nós, no lugar delas, teriamos. No início do meu estágio eu cometi um grande erro (maldade pura) com uma pessoa. Um erro que se se invertessem os papéis, tinha-me feito subir as paredes, explodir a redação inteira, mandar embora o culpado por toda a situação que tinha causado. Eu juro, que alí, no papel real de culpada, pensava que era mesmo isso que ia acontecer... Eu chorei por antecipação, porque inverti mentalmente os papéis e pensei no que eu própria faria... E pronto... é aqui que entra a parte das pessoas nos surpreenderem e de estarmos sempre a aprender com a vida. A outra pessoa teve o comportamente mais correcto do mundo! E eu levei uma chapada ainda maior do que a que pensava que ia levar, porque senti-me tão insignificante, tão má, tão pequena ao lado dela, que desde então nunca mais fui capaz de fazer pre-conceitos sobre os outros. As pessoas não se medem pela aparência ou por aquilo que demonstram ser, mas por valores muito próprios que vêm ao de cima em situações drásticas, como estas. Eu nunca mais quero chegar a uma situação drástica para conhecer os valores dos outros, já tive a minha dose, e sei agora que, se algo semelhante acontecer comigo ao longo da minha vida, eu vou agir de uma maneira muito diferente. De uma maneira igual à que aquela grande Pessoa me tratou, quando era uma miúda.

7 comentários:

Panda disse...

Ui maldade pura? A sério? Bem pelo menos aprendeste.

Raquel Fernandes disse...

Acabei de descobrir (te). E estou a gostar, apesar do antibenfiquismo. Sigo-te.

xx,

R

http://bikinipequeninoasbolinhasamarelas.blogspot.com

http://raquelzinhafernandes.blogspot.com

Estrelinha disse...

Todos nós erramos, a virtude está em reconhecer, assumir e aprender!
Estás de parabéns! Bjo

Não sei que diga disse...

A vida é isso,aprender todos os dias. Como diz o ditado é preciso errar para aprender e tu pelos vistos aprendeste e soubeste reconhcer. A vida é assim!

Ana disse...

Ora bem... desde que tenhas reconhecido que foste má e erraste, está tudo bem. O problema é que a maior parte das pessoas nunca chegam a reconhecê-lo!

Lolita disse...

Pelo menos aprendes-te com o erro, e isso é que tem o verdadeiro valor!! *

Marta disse...

O importante é que cresceste porque so se aprende com os erros. É normal o ser humano fazer logo os pre-conceitos em relação aos outros, é mau, mas é inato. Depois com o tempo ai vamos aprendendo e simultaneamente crescendo ao ver o quanto estavamos enganados em relação a outra pessoa. Faz-nos bem porque recebemos as tais chapadinhas de luva branca que nos fazem abrir os olhos e dar valor a essas pessoas!
beijinhos