sábado, maio 16, 2009

Crónicas passadas



.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

Ontem, encontrei no meio da escassez das luzes, da música perturbadora e do amontado de pessoas, o meu vizinho a trabalhar numa das bancazinhas da Semana Académica. Aproximo-me provocante e digo-lhe ao ouvido: "O que é que vais oferecer ao teu primeiro amor?", ele afaste-se incrivelmente irritado "não comeces com isso Joana...". Sorrio-lhe... e a noite foi por conta dele. Às tantas, ainda perguntou admirado: "Então mas tu já não tens namorado?", "Tenho...", respondi honestamente. Mas isso não mudou nada. Ontem, foi como se tivéssemos voltado a ser aquelas crianças de dez anos que escreviam bilhetes a dizer 'Adoro-te' cheios de corações e perfume.

11 comentários:

Ricardo disse...

és má :/ mas gostei da atitude do gajo, teve-os no sitio e nao te deu nada :p

paula'maria disse...

e isso é sempre bom :)

Patrícia disse...

:) Saudades desses tempos!

miss disse...

leste
o queres que escreva de novo???

Joana Éme. disse...

Há coisas que não mudam para o nosso primeiro amor, o nosso vizinho e os nossos bilhetes perfumados.

Sophia disse...

E é tão bom ser menina e mulher ao mesmo tempo...! =)

aninha disse...

tão bom!

Branquinha disse...

Belas recordações Jojozinha... ;)

formiga disse...

selo para ti no meu blog.

beijinhos

Juh disse...

ai jojozinha provocadora!!!:D

beijinhos

Juh

Cat disse...

Joana Joana, sua atrevida! :P

Mas digo-te já que o rapazinho tem personalidade! Eles não costumam nada reagir desse maneira! :P